FAMÍLIAS SEM MÃE

Postado por em janeiro, 2018 em Blog | 0 comentários

FAMÍLIAS SEM MÃE

Claro que existem inúmeros caminhos para desestruturar a humanidade, porém, acho que não exista nenhum pior e mais doloroso e eficaz do que atingindo a família. Não é fácil ver nossa família desunida, entes queridos passando por problemas de drogas, desemprego, depressão, síndrome do pânico, problemas sentimentais, etc.

Quase sempre ao atingir um membro da família, o pai, a mãe, um filho; essa família começa a se desintegrar. Isso acontece porque, as famílias de um modo geral, principalmente nos dias de hoje, não estão bem solidificadas em cima de um alicerce firme, portanto, são famílias frágeis e suscetíveis as ações dos “IIONs”.

Diversos motivos podem ser as causas, mas, a que mais me parece clara, é o fato da mulher ter se afastado da edificação familiar, principalmente na edificação da mente (pensamentos) dos filhos, os quais serão pais e mães de suas famílias no futuro.

O resultado negativo de uma família desestruturada hoje, a repercussão durará por muitas gerações dessa linhagem no futuro. E os IIONs sabem disso, por isso têm a família como target. Como estratégia principal das suas ações de guerrilha.

Pais e mães de hoje focam dar aos seus filhos conforto e uma boa “educação intelectual”, escola, colégio, cursinho, faculdade, aulas de inglês, de balé, escolinha de futebol, dentre outros. E quase nada fazem em relação a “educação espiritual”. O foco das pessoas hoje não está exatamente na família, mas, no conforto, numa segurança que jamais existirá, na satisfação pessoal em todos os sentidos, na vida financeira, profissional equilibrada, etc. Não, que não seja uma boa ideia essas coisas, mas, existem outras, que, se não as colocarmos em prioridade, afetará todas as anteriores.

Hoje uma mulher dizer que é “dona de casa” ou “do lar” chega dar urticária nas pessoas que ouvem isso, chega ser “algo absurdo”. Ainda mais se essa mulher for uma jovem mãe. Logo suas amigas se afastam dela, a partir deste instante, começa se sentir inferiorizada, rejeitada, um passo a depressão, tristeza profunda, síndromes disso e daquilo outro, basta passar alguns poucos anos para a vê-la mais velha e gorda, com o ar triste, pensando sistematicamente em se separar do marido, que não a quer mais, por conta de sua chatice e aparência feia. Sendo assim, ela, sem saída, precisa dar um jeito nessa situação, e trabalhar fora daria a ela independência financeira e assim conseguiria buscar a famigerada e tão desejada felicidade. Como se essas mudanças fossem suficientes para fazê-la um miligrama mais feliz.

Talvez alguém ao ler esse texto pode achar que sou machista, mas, de verdade, não sou nada de nadica machista, eu lhe garanto, o que escrevo não tem nada a ver com machismo propriamente dito, mas da instituição familiar, tem mais a ver com — “ado, ado, ado.., cada um no seu quadrado.”

O fato de uma mãe não ter uma profissão regulamentada, fez com que tirasse das pessoas a ideia do quanto é importante a figura de uma mãe de verdade na sociedade, falo sem medo de exageros. Não existe presidente no mundo, não existe astro de Hollywood, jogador de futebol, cantor de happy ou prêmio nobel mais importante do que a mais modesta mãe de verdade. Eu falo de mãe, de maaãe mesmo! Afinal, todos esses, têm uma ou tiveram uma mãe. Com essas mudanças do mundo moderno — A terceirização dos serviços de mãe chegou nos lares. Hoje na maioria dos lares os cuidados da família acabam ficando com terceiros, sob os cuidados da empregada, do mordomo, da governanta, da filha, ou do filho mais velho, da vizinha ou, acaba-se repassando essa responsabilidade para as escolas e professores, quando não, aprendem tudo o que não deve com os amigos na rua. Enquanto isso a mãe trabalha de segunda a sexta feira, cuidando da sua “carreira profissional”. Claro que exitem casos irreversíveis, mães solteiras, ou abandonadas pelo marido que as forçam ter de buscar o sustento dos seus filhos trabalhando fora. Mas, com certeza, não é por isso que temos que tapar o sol com a peneira. Mas é justamente por ter uma família desestruturada, sem marido, demostra a fragilidade dessa família. Uma ocasião ouvi uma professora de “ginástica” dizer que ela teve que ensinar a sua aluna sobre como lidar coma primeira menstruação. Essa menina tem grandes chances de se tornar mais uma mãe solteira.

Um país responsável é construído com famílias saudáveis.

Reveste-se de força e dignidade; sorri diante do futuro. Fala com sabedoria e ensina com amor. Cuida dos negócios de sua casa e não dá lugar à preguiça. Seus filhos se levantam e a elogiam; seu marido também a elogia, dizendo: “Muitas mulheres são exemplares, mas você a todas supera”. A beleza é enganosa, e a formosura é passageira; mas a mulher que teme o Senhor será elogiada. [Manual do ser humano, livro de Provérbios 31, versículos 25 à 30]

Nota: IIONs são iniciais de Inimigos Invisíveis a Olhos Nus, foi tirado do meu livro “Sob ataque dos IIONs.”

Que Deus abençoe e dê sabedoria a todas as mães do mundo.

by df´

Enviar um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>


Get an awesome sticky message bar!Download

Apenas um Email! Nenhum Spam! Fácil de Cancelar!

Seu Email estará bem guardado.

O potencial humano visto de outra perspectiva Life Coaching, Palestras e Neurolinguística l Doutor Fé O Doutor Fé é Especialista em Neurolinguística, Coach, Palestrante Motivacional, Auto Ajuda, Escritor, Empresário e Amante do Sucesso. life coaching, palestra, palestras, palestrante, auto ajuda, coach, pnl, programacao neurolinguistica, motivacional, motivacionais, doutor fé, doutor fe, coaching, coach, treinamentos, curso, motivação, liderança, líder, leadership, cursos de coaching, curso de coach, coaching organizacional, coaching pessoal, solucoes, tudo sobre coaching, formação de coaching, certificação, o que é coaching, sociedade brasileira de coaching, sbcoaching, serviços de coaching, inteligência emocional, executive coaching, coaching para executivos, master coaching, master coach, lider coaching, lider coach, alpha coaching, alpha coach, neuro coach, neuro coaching, Coaching pessoal, coach profissional, desenvolvimento pessoal, desenvolvimento profissional